“As Meninas Velhas”, peça online e gratuita que trata da juventude na velhice

Cultura e Lazer
Tipografia

A peça retrata a juventude que insiste em permanecer nas pessoas na faixa dos 60+,  e que faz a velhice não chegar, apesar dos cabelos brancos e da pele que reflete os anos passados. Não perca: 31/10, domingo, 19:00, no YouTube

 

 MENINAS TOPO

“As Meninas Velhas”

Com direção de Tadeu Aguiar e texto de Claudio Tovar, as atrizes Lucinha Lins, Barbara Bruno, Nadia Nardini e Divina Valéria contam a história de quatro mulheres sessentonas de espírito libertário, seus desejos, projetos e a amizade de uma vida inteira. Apresentação online e gratuita pelo YouTube no dia 31 de outubro, domingo, às 19 horas. Imperdível!

O que faz, hoje, pessoas na faixa dos sessenta anos em diante, permanecerem com uma cabeça jovem e disposição física capaz de acompanhar qualquer pessoa de vinte? O que faz essas pessoas, como falou Aldir Blanc na sua música “Cinquenta anos”, insistirem na juventude? O que faz a velhice não chegar, apesar dos cabelos embranquecerem e a pele mostrar sinais da passagem do tempo? Será que para essas pessoas ele, o Tempo, não conta mais? Que magia é essa que acontece com os nossos “idosos”?

Essas perguntas deram vida à comédia “As Meninas Velhas”, com texto de Claudio Tovar e direção de Tadeu Aguiar, trazendo no elenco Lucinha Lins, Barbara Bruno, Nadia Nardini e Divina Valéria.

A peça trata dos “novos 60”, ou seja, da nova forma de viver a fase madura da vida – com produtividade, alegria, desejos e projetos a realizar. Não à toa autor, diretor e as quatro atrizes tem mais de 60 anos e são donos felizes do “lugar de fala” nessa narrativa.

A verdade é que, mais e mais, percebemos o nascimento de uma nova velhice, mais conectada aos desejos e repleta de opções e novos usos do tempo. Gente que chegou a uma idade madura mais feliz que a de seus pais, muitos ainda fechados em suas casas e aposentados de suas alegrias.

 

MENINAS MIOLO2

 

O “velho” de hoje é o resultado de uma vida plena, ativa e feita de escolhas, por isso mais feliz – por vezes desfrutando de mais tempo livre, “filhos criados” e liberdade para viver a vida da forma que considerar satisfatória.

O “velho “de hoje surfa com o neto, malha, namora e navega na rede. Faz planos, tem amigos e, apesar – e até por isso – de o tempo de vida à frente ser menor do que o tempo para trás, vive intensamente e persegue novos sonhos e desejos.

O projeto contará ainda com ações paralelas ao espetáculo, que são conversas on-line entre a equipe do projeto (https://www.instagram.com/asmeninasvelhas/); e uma exibição gratuita e on-line no dia 31/10, domingo, às 19 horas, pelo YouTube, de “As Meninas Velhas”, abrindo para o espectador a possibilidade de doação espontânea.

 

SINOPSE

Corina (Nadia Nardini), Zuleika (Lucinha Lins), Norma (Barbara Bruno) e Edith (Divina Valeria) são quatro amigas da vida inteira que se encontram todos os dias na casa de uma, de outra ou no banco da praça vizinha. Dependendo do dia, tem jogatina ou lanche coletivo. Nesses encontros, as meninas, na faixa dos sessenta, discutem a vida e compartilham alegrias e tristezas: nascimentos e mortes, casamentos, separações, moradia, doenças, coisas do dia a dia. A vida das quatro amigas vai se modificando conforme o tempo vai passando, e se transformando até que chegam ao momento final. Mas, para elas tudo é transitório, uma transformação para outro estágio onde elas continuarão sua jornada. 

 MENINAS CLIQUE

CLIQUE PARA ASSISTIR NO YOUTUBE

 

 


FONTE: TEATRO PRUDENTIAL

LOGO ASSINATURA